V de Vingança | Quem foi Guy Fawkes?

O rosto de Guy Fawkes tornou-se mundialmente famoso nos últimos anos. Pelo menos uma máscara inspirada no homem que viveu na Inglaterra, no século 17. Tal acessório se tornou uma peça constante em diversas manifestações pelo mundo, inclusive no Brasil durante as Jornadas de Junho de 2013. Mas quem foi Guy Fawkes? Quem foi o homem que serviu de inspiração para uma das obras-primas de Alan Moore, V de Vingança.

Guy Fawkes foi um soldado inglês católico que se envolveu em um plano para assassinar o rei Jaime I da Inglaterra e todos os parlamentares ingleses explodindo o Parlamento do Reino Unido. Tal plano ficou conhecido como “Conspiração da Pólvora”.

A “Conspiração da Pólvora” reflete um dos momentos marcantes da história da Inglaterra durante o reinado de Jaime I (1603-1625). Este período é lembrado por conflitos religiosos, onde manifestações realizadas por católicos eram fortemente repreendidas pelo rei protestante. Com o objetivo de explodir o parlamento inglês usando trinta e seis barris de pólvora colocados sob o prédio, Robert Catesby, líder da “Conspiração da Pólvora”, contou com o apoio de vários católicos insatisfeitos, entre eles o soldado inglês Guy Fawkes.

A Guy Fawkes cabia um papel importantíssimo. Como o soldado era especialista em explosivos, ficou com ele a responsabilidade pela detonação dos barris de pólvora que daria início a um levante católico na Inglaterra. No entanto, a conspiração chegou aos ouvidos do rei que ordenou uma revista completa no prédio do Parlamento.

Durante essa revista, no dia 5 de novembro de 1605, Guy Fawkes foi encontrado guardando os barris de pólvora. No seu interrogatório, Fawkes negou fornecer qualquer tipo de informação e identificava-se como “John Johnson”. Quando perguntado sobre os motivos de estar com tanta pólvora, teria respondido “para explodir todos vocês desgraçados bêbedos de scotch de volta para as montanhas sujas de onde vieram”. Fawkes então assumia sua intenção de explodir o prédio do Parlamento.

No entanto, após muita tortura, Guy Fawkes entregou os nomes dos conspiradores. Todos foram condenados a serem estripados e esquartejados antes da morte por decapitação, mas Fawkes frustrou seus carrascos ao pular de uma escada quebrando o pescoço e evitando assim mais tortura.

A história de Guy Fawkes até hoje é lembrada na Inglaterra. Todo dia 5 de novembro, dia em que Guy Fawkes foi capturado, é costume ir às ruas com bonecos com a imagem de Fawkes. Tais bonecos são agredidos, despedaçados e queimados, algo como a nossa “malhação de Judas”. A noite do dia 5 de novembro é denominada “Noite das Fogueiras”.

Outra tradição que perdura até os dias de hoje é vistoriar o subterrâneo do Parlamento antes da visita anual do rei e da rainha ao prédio.

Guy Fawkes na cultura pop

A história de Guy Fawkes hoje faz parte do folclore inglês. Uma rima criada faz alusão a “Conspiração da Pólvora”:

“Remember, remember, the 5th of November 

The gunpowder, treason and plot; 

I know of no reason, why the gunpowder treason 

Should ever be forgot.”

Tradução livre:

“Lembrai, lembrai, o cinco de novembro 

A pólvora, a traição e o ardil; 

por isso não vejo porque esquecer; 

uma traição de pólvora tão vil” 

graphic novel “V de Vingança” de Alan Moore e David Lloyd, resgatou a figura de Guy Fawkes numa história inspirada na “Conspiração da Pólvora”. O enredo de “V de Vingança” é ambientado num passado fictício da Inglaterra que vive sob um regime ditatorial. Convém lembrar que no momento em que ‘V de Vingança” foi escrita e publicada (final da década de 1980 e início da década de 1990), a Inglaterra vivia a implementação do neoliberalismo durante a administração da primeira-ministra Margareth Thatcher e a União Soviética estava desacreditada com os horrores do Stalinismo.

Em “V de Vingança”, “V” é um personagem que luta de sua forma contra o regime fascista imposto na Inglaterra. Usando uma máscara inspirada no rosto de Guy Fawkes, V utiliza de vários recursos para derrubar o Estado. A graphic novel de Alan Moore e David Lloyd é considerada uma das mais importantes obras das histórias em quadrinhos que tem em seu conteúdo várias reflexões filosóficas, políticas e literárias.

Em 2005, “V de Vingança” ganhou sua versão cinematográfica sob a direção de James McTeigue e produzida por Andy e Larry Wachowski. O ator Hugo Weaving interpreta V no filme que expandiu a face de Guy Fawkes pelo mundo através da máscara do personagem.

“V de Vingança”, de James McTeigue (2005)

Em 2017, o canal BBC levou ao ar uma minissérie em três capítulos inspirada na Conspiração da Pólvora. O show mostrava Robert Catesby liderando o grupo que pretendia explodir o Parlamento inglês.

O ator Kit Harington como Robert Catesby.

Nos últimos anos, a máscara utilizada por V tornou-se um símbolo de luta contra os sistemas vigentes e contra qualquer forma de opressão. Basta lembrarmos das manifestações contra as desigualdades econômicas e sociais denunciadas pelo movimento “Occupy Wall Street”, onde os manifestantes iam as ruas utilizando a máscara com a face de Guy Fawkes. A máscara também se tornou símbolo das pessoas que protestavam, mas buscavam manter-se no anonimato, como o grupo Anonymous, conceito que surgiu na internet.

No Brasil, durante as Jornadas de Junho de 2013, o rosto de Guy Fawkes ganhou as ruas na máscara do personagem V. Do norte ao sul, milhares de brasileiros saíram às ruas reivindicando não apenas redução do preço do transporte público, mas também o melhoramento do próprio serviço de transportes e um basta a toda forma de corrupção e desmandos perpetrados por políticos que almejam apenas o enriquecimento de suas contas bancárias. O povo gritou por respeito, dignidade e liberdade.

Porém, é importante que a história de Guy Fawkes seja lembrada e compreendida, que Fawkes fez parte de um grupo que pretendia o retorno da monarquia católica à Inglaterra e acabou sendo condenado a execução na forca por traição e tentativa de assassinato.

Protegido pela identidade secreta de Luiz Alexandre de Andrade, o Professor DCnauta é historiador e também professor de história. Inspirado pelo Superman, buscando o preparo do Batman e espelhado na determinação da Mulher-Maravilha, o Professor DCnauta se junta ao time do Terraverso na busca de um mundo melhor (e sem rumores).

Professor DCnauta

Protegido pela identidade secreta de Luiz Alexandre de Andrade, o Professor DCnauta é historiador e também professor de história. Inspirado pelo Superman, buscando o preparo do Batman e espelhado na determinação da Mulher-Maravilha, o Professor DCnauta se junta ao time do Terraverso na busca de um mundo melhor (e sem rumores).

Error: Access Token is not valid or has expired. Feed will not update.
This error message is only visible to WordPress admins

There's an issue with the Instagram Access Token that you are using. Please obtain a new Access Token on the plugin's Settings page.
If you continue to have an issue with your Access Token then please see this FAQ for more information.