Crítica | Liga da Justiça: A Legião do Mal

Liga da Justiça: A Legião do Mal é mais uma daquelas animações da DC desenvolvida realmente para quem é fã de verdade da Editora Azul. Além da presença dos personagens conhecidos da Liga (Batman, Superman, Mulher-Maravilha, Lanterna Verde, Flash e Caçador de Marte.), o filme conta com dois destaques importantes que definem a trama como um trabalho audacioso e épico; A chegada de Cyborg e o adeus de Batman na Liga da Justiça.
Sim, é isso mesmo. O Homem Morcego pula fora da famosa Torre de Vigilância. Sobre os motivos que levaram ao acontecimento, julgamos eles como plausíveis e de completo direito. Batman é o único humano da Liga e em Legião do Mal, sua condição frágil diante dos demais membros se destaca durante a trama de forma subentendida. Outro ponto importante da história: A presença de vilões importantes. Destaque para Bane e Vandal Savage (o último, descobrimos qual sua verdadeira origem.)
O roteiro é bem amarrado, sem furos ou rodeios. A exposição dos heróis diante de suas fragilidades, propõe em nosso pensamento um conflito sobre os limites e a capacidade de enfrentar os nossos próprios medos e de alguma forma, buscar forças para combate-los.
Em suma, Liga da Justiça: A Legião do Mal é uma animação que destaca a inteligência de Bruce Wayne e sua capacidade de derrotar qualquer personagem do Universo DC. (Sim…é isso mesmo)
Entretanto, a animação me fez lembrar uma declaração específica; em entrevista recente, Geoff Johns afirma que o homem mais inteligente do universo DC é Lex Luthor. O poderoso chefão da DC comentou que veremos a resposta para essa afirmação durante a saga Doomsday Clock. 
A resposta de Geoff deixa no ar um questionamento;
Será que Lex Luthor pode ser o homem mais inteligente da terra mesmo com a existência de Bruce Wayne?

Estudante de Publicidade e Propaganda, Designer e Batmaníaco. Fã incondicional da DC Comics e pesquisador assíduo desse universo e todas as suas possibilidades de transformação.

 

Siga o Will nas redes:

Willyan Bertotto

Estudante de Publicidade e Propaganda, Designer e Batmaníaco. Fã incondicional da DC Comics e pesquisador assíduo desse universo e todas as suas possibilidades de transformação.   Siga o Will nas redes:

Error: Access Token is not valid or has expired. Feed will not update.
This error message is only visible to WordPress admins

There's an issue with the Instagram Access Token that you are using. Please obtain a new Access Token on the plugin's Settings page.
If you continue to have an issue with your Access Token then please see this FAQ for more information.